“O jornalista deve lutar contra as restrições no acesso às fontes de informação e as tentativas de limitar a liberdade de expressão e o direito de informara. É obrigação do jornalista divulgar as ofensas a estes direitos” 

A citação acima referida está presente no 3º ponto do código deontológico de jornalistas. Porém foi desrespeitada pelo Sport Lisboa e Benfica, mesmo que estes defendam que sempre respeitaram esse ponto. Então só pergunto que nome darão ao facto de impedirem Jornalistas de cobrir o jogo Benfica – Marítimo na liga 2008/2009 na 26º jornada entre outras coisas? Refiro-me também ao facto de não deixarem jornalistas assistir a conferências de imprensas, entre outras coisas.

O Benfica não discrimina ninguém apenas, escolhe quem quer para fazer notícias sobre o SLB. Pois eu acho muito bem, vamos deixar entrar quem nos convém, quem não costuma falar mal do nosso clube. É só para informar que “ Os jornalistas deve relatar os factos com rigor e exactidão e interpretá-los com honestidade… ” Pensava que a verdade era objectiva, mas pelos vistos não. O Benfica tem uma maneira diferente de interpretar os factos.

Bem sei que o Benfica defende que só convida quem quer para eventos privados, mas por favor um jogo é uma coisa privada? Não sabia, por isso é que alguns meios de comunicação estavam presentes. Pois é uma coisa privada, mas com cobertura a nível nacional. “O jornalista deve respeitar a privacidade dos cidadãos excepto quando estiver em causa o interesse público…” mas como um jogo para a liga é uma coisa privada, este ponto não se aplica aqui.

Para terminar só quero dizer que Luís Sobral agiu mal e sim estou a defender o SLB, porém toda a gente pode exercer a sua liberdade de expressão. Foi um comentário infeliz, mas uma opinião apenas isso, apenas uma opinião. Tem o peso que lhe quisermos dar.

Só peço que situações destas acabem pois vivemos numa democracia e existe liberdade de expressão que pode ser utilizada desde 25 de Abril de 1974.