Foram mais de uma centena os estudantes estrangeiros que escolheram este ano a UTAD para estudar no âmbito do Programa Erasmus. Este programa, que facilita a mobilidade dos alunos em Universidades europeias, tem cada vez mais adeptos e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro não foi excepção.

Muitos formam os alunos que este ano elegeram a nossa universidade para progredir a nível académico, mas também pessoal. Os alunos vieram de 9 países europeus diferentes, entre eles a Turquia, a Espanha e a Polónia. Apesar de Portugal por vezes não ter sido a primeira escolha destes alunos, os alunos de Erasmus do ano anterior na UTAD ajudaram em muito a promover a universidade.

Aysun Hadydanli e Gülçah Coskun são duas alunas da Turquia que vão fazer da cidade de Vila Real a sua casa até ao próximo mês de Fevereiro. Em relação a Portugal “não vi muito, só posso falar sobre Vila Real. Mas como é uma cidade pequena, como na minha terra, é mais fácil de me habituar” relata Aysun Hadydanli, estudante de ensino de línguas estrangeiras. Apesar de se sentirem acolhidas e ajudadas pelos colegas que “em todas as aulas nos tentam traduzir o que os professores estão a dizer”, afirmam que ainda não têm muitos. Também os outros colegas de Erasmus as ajudam, uma vez que “sabem a dificuldade que é em ser um aluno num outro País”. Quanto às expectativas que têm em relação a esta aventura defendem que, para além de querem aprender a falar português, também estão interessadas em “melhorar o inglês, o alemão e conhecer mais acerca da cultura de Portugal” conta Aysun Haydanli.

Contribuir para o desenvolvimento de uma aprendizagem de qualidade ao longo da vida e das possibilidades por ela conferidas é um dos objectivos do Programa Erasmus. Sendo salientar que é uma boa forma de promover diferentes países, bem como possibilitar ao estudantes conhecer diferentes culturas ao longo do seu percurso académico.